Weby shortcut
Logo Site Eng.Florestal
Logo UFG Site
original_twitter
original_facebook
original_YoutubePlay
original_Instagram

Apresentação

Atualizado em 24/04/17 08:11.

O Curso  

O Curso de Engenharia Florestal da Regional Jataí (REJ) da Universidade Federal de Goiás (UFG) foi criado no ano 2008 no âmbito do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI) instituído pelo Decreto Presidencial nº 6.096/2007.  Ofertando a partir do ano de 2009, 50 vagas anualmente, na área de conhecimento de Ciências Agrárias, tendo como forma de ensino a educação presencial na modalidade de específico da profissão. Informações sobre processo seletivo Centro de Seleção UFG

O curso foi programado para ser integralizado em dez semestres letivos, totalizando 4364 horas, em período integral e regime semestral, distribuídas em disciplinas do núcleo comum, obrigatórias, optativas, de núcleo livre e atividades complementares. Sendo que As disciplinas do currículo passam pelas diferentes grandes áreas da Engenharia Florestal, tais como: Ecologia e Gestão Ambiental, Manejo Florestal, Silvicultura e Tecnologia de Produtos Florestais.

 

  Os objetivos do curso de Engenharia Florestal do CAJ/UFG baseiam-se em competências gerais e específicas necessárias para o desempenho profissional do Engenheiro Florestal e englobam as competências e habilidades para atuarem em empreendimentos que incluem desde a conservação até a produção e a utilização dos recursos naturais renováveis.

 

  O profissional da Engenharia Florestal, formado pela REJ/UFG, deverá atuar com ética visando o bem-estar e o desenvolvimento do homem, em suas diversas dimensões, sempre em harmonia com o meio ambiente, fomentando a sustentabilidade ambiental e individual dos componentes da natureza, (Art. 8 do Código de Ética do Engenheiro Florestal). Preocupa-se em direcionar esforços para levar ao mercado de trabalho, profissionais com sólida formação, criativos, críticos e democráticos, singulares, mas respeitadores da pluralidade e com responsabilidade ambiental.

 

A primeira turma foi formada em 2013, em 2014 os estudantes obtiveram conceito 4 no ENADE. Mais detalhes sobre podem ser obtidos no e-MEC, onde o curso encontra-se cadastrado:e-MEC

 O curso foi avaliado pelo MEC  reconhecido com conceito 5. A portaria de reconhecimento está disponível no DOU Nº 89, quarta-feira, 11 de maio de 2016 página 44 portaria 136. DOU

Outras informações também podem ser consultados no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira os indicadores de qualidade das instituições de ensino superior: Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) considera a qualidade dos cursos de graduação e de pós-graduação.  , para maiores informações consulte no site: INEP

 

História do Curso Engenharia Florestal UFG Jataí

O curso de Engenharia Florestal na UFG-Jataí foi proposto e aprovado dentro da política de expansão do REUNI.  

O primeiro coordenador do curso de Engenharia Florestal do CAJ/UFG foi o Prof. Christian Dias Cabacinha, durante março de 2009 até abril/2010. Em seguida, o Prof. Wendy Carniello Ferreira assumiu a coordenação do curso até abril de 2012. Após votação interna, o terceiro coordenador do curso foi o Prof. Carlos Rogério Andrade até junho de 2013, o quarto o Prof. Robson Schaff Corrêa no período de junho de 2013 até junho de 2015 e a quinta e atual coordenadora é a Profa. Daniela Pereira Dias. Atualmente o corpo docente do núcleo específico é constituído por nove professores Mestres ou Doutores. O curso também conta com uma técnica administrativa desde dezembro de 2012, Josy Fraccaro de Marins.

Muitas atividades de pesquisa, extensão e inovação tecnológica tem sido conduzidas pelos professores do curso. Os discentes são constantemente incentivados pelos professores e tem demonstrado interesse por estas atividades. Alguns professores do curso foram inclusive contemplados com recursos financeiros para o desenvolvimento de projetos de pesquisa, via edital universal da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) no ano de 2013. Atividades de extracurriculares remuneradas também são ofertadas, sendo contemplados Iniciação Científica (PIBIC), bolsas de monitoria com remuneração para os discentes, bolsa permanência, e sem remuneração outros discentes desenvolveram atividades dessa natureza, como PIVIC, participam de excursões realizadas pelos docentes do curso de acordo com as disciplinas cursadas no semestre, palestras, mini cursos, participam como monitores do Espaço das Profissões e eventos promovidos pelo curso como a I Semana Acadêmica da Engenharia Florestal foi realizada em 2009, a II Semana Florestal, realizada em 2010, III Semana Acadêmica da Engenharia Florestal em 2011.

O edifício do curso foi concluído no início de 2015, sua infraestrutura dispõe secretaria da coordenação do curso, gabinete de professores e laboratórios:  Sementes Florestais, Ecologia Florestal, Ecofisiologia Florestal, Silvicultura, Dendrologia, Manejo Florestal, Mensuração e Inventário Florestal, Tecnologia da Madeira.

No primeiro semestre de 2017 começou a vigorar um novo Projeto Pedagógico do Curso (PPC) para atender às novas diretrizes curriculares encaminhadas pelo MEC e, ao mesmo tempo, atende aos ensejos dos professores e alunos de melhorar cada vez mais a qualidade da experiência de ensino-aprendizagem.

 

Listar Todas Voltar